Pesquisa mostra o que mais dá ‘match’ entre profissionais e empregadores

Categorias: Notícias

A Robert Half, em parceria com o Centro de Liderança da Fundação Dom Cabral, divulgou uma pesquisa que mostra o que é mais relevante na análise dos recrutadores para a escolha dos candidatos. O estudo “Match Perfeito – o que buscam profissionais e recrutadores”, aponta ainda o que mais chama a atenção dos profissionais ao avaliar uma proposta de emprego.

 

A experiência prévia do candidato, a adequação à cultura da empresa e a formação acadêmica são os fatores mais relevantes que os tomadores de decisão das empresas consideram na hora de contratar. Veja abaixo:

  1. Experiência prévia do candidato (88%)
  2. Aderência com a cultura organizacional (62%)
  3. Formação acadêmica do candidato (36%)
  4. Ser indicado por pessoas relevantes no mercado ou na academia (31%)
  5. Expectativa salarial e seu enquadramento com as tabelas da empresa (26%)
  6. Candidatos que estejam trabalhando em outras empresas do setor (19%)
  7. Ser indicado por pessoas da empresa (17%)
  8. Disponibilidade geográfica (11%)
  9. Disponibilidade para início do contrato (5%)
  10. Outro (5%)

 

Há também diferenças em relação aos segmentos do mercado. Apesar de a experiência prévia do candidato ser o principal fator para todos os setores, no varejo, esse item é ainda mais valorizado.

Já a indústria é o segmento que mais dá importância à cultura organizacional, enquanto o agronegócio é o setor que vê mais relevância na indicação do profissional. O varejo é o que dá mais peso para a formação acadêmica.

“Contar com profissionais que se adequem à cultura organizacional é importante não só para os resultados, mas também para o clima e motivação dos colaboradores”, conclui.

O que buscam os profissionais

 

 

Remuneração (56%), aderência do cargo à experiência prévia (46%) e desafio proposto (45%) estão entre os itens que mais são avaliados pelos profissionais em geral quando recebem uma proposta de emprego.

Ao dividir o grupo entre profissionais que estão empregados e os que estão desempregados, há diferenças entre as prioridades de cada um. Para quem está ativo no mercado de trabalho, a aderência com a proposta de remuneração é a mais valorizada pelos profissionais. Já para quem busca recolocação, aderência ao cargo com a experiência prévia ganha maior destaque.

Fonte: Agência Globo G1

120x120

Comente

O seu endereço de email não será publicado