5 dicas de redes sociais para os pequenos negócios

Categorias: Notícias

Se ainda havia empreendedores que não contavam com o auxílio da internet para propagar seus negócios e marcar presença digitalmente, com a pandemia essa situação precisou rapidamente ser revertida para garantir o funcionamento dos pequenos negócios.

 

Nem sempre é necessário um blog ou e-commerce totalmente estruturado para começar a marcar sua presença nas redes sociais, mas é preciso existir para disseminar sua marca e propagar as vendas. Com isso, separamos 5 dicas de redes sociais para pequenos negócios.

 

Entenda quem é sua persona

 

Um dos primeiros passos na criação das redes sociais é a compreensão de quem é a persona do seu negócio, ou seja, os compradores reais da marca.Definindo idade, gênero, localização e renda média, é possível fazer uma estratégia de marketing nas redes para rastrear e alcançar essas pessoas.

 

Onde está seu público

Descubra qual é a rede social mais utilizada pelo seu público: talvez para um escritório de contabilidade, o público esteja mais concentrado no Linkedin do que no Twitter. Com essa definição, é possível estudar e investir em ações patrocinadas mais assertivas dentro daquele site específico.

 

Seja constante

 

A presença nas mídias requer constante atualização para fortalecer o engajamento com os seguidores: ter uma periodicidade é interessante para o ramo, pois mantém o interesse ativo.

 

Informações atualizadas 

 

Em momentos como de pandemia no qual constantemente havia restrição de circulação e posteriormente nova liberação, o cliente pode ficar confuso quando seu negócio está aberto e sendo acessado ou não. Por isso, mantenha seu consumidor bem informado e atualizado: se houver alguma regra de restrição, comunique-o. Mudou de endereço, faça questão de alertá-los e assim por diante.

 

Conteúdo relevante

 

E por último, mas de forma alguma menos relevante, o conteúdo postado deve ter algum significado para sua persona, imagine o que o consumidor quer e precisa saber do seu negócio para que a venda seja convertida ou mesmo para que haja engajamentos.

 

Fonte: Portal Contábeis

 

120x120

 

 

Comente

O seu endereço de email não será publicado