Salário médio de mulheres cresceu 2,6% em 2017

Categorias: Notícias

O salário médio das mulheres no Brasil cresceu 2,6% em 2017, na comparação com 2016, e chegou a R$ 2.708,71. O crescimento foi maior do que o registrado para homens (1,8%); e para todos os trabalhadores (2,1%). A diferença de remuneração entre os sexos também caiu: o salário médio feminino correspondia a 84,4% do masculino em 2016; e a 85,1% em 2017.

Os dados, divulgados pelo Ministério do Trabalho na última sexta (19), fazem parte da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho

Salário médio de mulheres cresceu 2,6% em 2017

Confira outros destaques que o levantamento traz sobre a remuneração feminina em 2017:

Escolaridade

A remuneração média feminina cresceu em todas as faixas de escolaridade, mas o destaque foi o doutorado: mulheres com esse grau de instrução registraram aumento salarial médio de 4,78% na comparação com 2016. Em números absolutos, o crescimento equivale a R$ 527,52.

Faixa etária

A remuneração média feminina também cresceu em todas as faixas etárias. Para trabalhadoras com mais de 65 anos, o aumento médio foi o maior – de 3,54% no rendimento, o que equivale, em valores absolutos, a R$ 244,27. Para mulheres de 40 a 49 anos, o acréscimo foi de 2,84% (isto é, de R$ 89,07).

Setor econômico

O setor extrativista mineral foi um dos únicos setores produtivos em que o salário das mulheres foi maior que o dos homens: elas recebiam, em média, R$ 6.251,60, enquanto homens recebiam R$ 6.226,45.

Fonte: Governo federal, com informações do Ministério do Trabalho

 

 

120x120

Comente

O seu endereço de email não será publicado