Como declarar títulos públicos no Imposto de Renda 2018?

Postado em: Categorias: Financeiro Blog

1º passo é ter em mãos o informe de rendimentos do banco ou da corretora.

Dá-se o nome de Tesouro Direto ao Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BM&F Bovespa para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet.

Nesse sentido, tendo em vista tal modalidade de investimento integrar o patrimônio do contribuinte, os títulos públicos federais adquiridos devem constar da declaração de Imposto de Renda 2018.

Para cumprimento da obrigação perante o fisco, deve-se, primeiramente, ter em mãos o informe de rendimentos relativo ao Tesouro Direto entregue pelo Banco ou pela Corretora em que os títulos públicos foram negociados.

A partir disso, após abrir o programa gerador do IR 2018, basta ir à ficha “Bens e Direitos” e utilizar o código 45, isto é, “Aplicações de renda fixa – CDB, RDB e outros”, detalhando o título, a quantidade, a data de compra e a instituição financeira (banco ou corretora) que intermediou a negociação.

É necessário o preenchimento de uma ficha para cada tipo de título que a pessoa física possuía, comprou ou vendeu no ano passado.

 

Declaração dos rendimentos

 

Para efetuar a declaração dos rendimentos, é preciso abrir a ficha “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva” e utilizar o código 06, isto é, “Rendimentos sobre aplicações financeiras”.

A partir disso, deve-se informar o nome e o CNPJ da fonte pagadora, a qual, nesse caso, refere-se ao banco ou corretora que intermediou a operação.

Por fim, no campo valor, basta inserir o valor correspondente ao rendimento líquido, ou seja, com o abatimento do imposto de renda.

Comente

O seu endereço de email não será publicado